Cobrança de taxa de contrato ao proprietário de imóvel passa a ser de 100% do valor do 1º aluguel em Tupã

Representantes de imobiliárias de Tupã pretendem seguir orientação do CRECI, a partir de 1º de maio.

COMPARTILHAR

Representantes da maioria das imobiliárias de Tupã estiveram reunidos na manhã desta terça-feira, dia 18 de abril, no salão do GET para determinar o valor da taxa de contrato de aluguel a ser cobrado do proprietário do imóvel. Desde o ano passado, praticava-se no município a cobrança de 50% do valor do aluguel, e a partir de 1º de maio passa a vigorar a cobrança do valor integral, logo após a efetivação da locação.

O CRECI – Conselho Regional de Corretores de Imóveis, órgão que disciplina e supervisiona os corretores de imóveis, recomenda à imobiliária que faça a cobrança de taxa equivalente a 100% do valor de um aluguel, a ser paga sempre pelo locador durante o primeiro mês de transação.

Wilson Vivian

Devido à necessidade de cumprimento de legislação e visando melhor atendimento aos clientes, ficou decidido por unanimidade a cobrança seguindo a orientação do CRECI, afirmou Wilson Vivian, representando as imobiliárias de Tupã: “A partir de 1º de maio passa-se a cobrar o primeiro aluguel integral, como dispõe a Lei do Inquilinato, a título de taxa de contrato. O locador, ou seja, o dono do imóvel será responsável pelo pagamento dessa taxa.”

A taxa de contrato refere-se ao trabalho da equipe da administradora de imóveis que tem início muito antes da entrega efetiva das chaves ao locatário. Conforme Wilson explicou, existe uma estrutura que a imobiliária precisa disponibilizar para que esse imóvel seja bem locado: “O trabalho inicial de captação, publicidade e manutenção gera custos. O período em que um imóvel fica disponível para locação pode levar dias e atualmente até vários meses, e durante esse tempo existe um custo para administrar a oferta de locação”, destacou.

O processo de locação nos dias de hoje exige uma fiscalização mais rígida a fim de que inquilino e proprietário tenham segurança e garantia no contrato e sintam protegidos os seus direitos. O representante das administradoras de imóveis de Tupã salientou: “A locação de imóveis é um trabalho muito sério, diário, que faz parte da vida da população. Durante a negociação, há um departamento jurídico para averiguar documentos e dar mais qualidade ao atendimento”, concluiu.