Prefeitura adquire ambulância nova para Secretaria de Saúde

Veículo zero quilômetro estará disponível para uso nos próximos dias.

COMPARTILHAR

A Prefeitura Municipal de Tupã adquiriu com recursos próprios uma nova ambulância para uso da Secretaria Municipal de Saúde. O veículo chegou ao município na manhã da última quarta-feira, dia 28 e nos próximos dias já estará disponível para uso dos pacientes.

O secretário municipal de Administração e Governo, Cláudio Zopolato explicou que veículo é um Renault Kangoo zero quilômetro, equipado com maca e balão de oxigênio. A ambulância foi comprada por R$ 73.500. “Nós tínhamos cotado quase 85 mil para a compra desse veículo. Mas durante o processo de licitação houve uma queda significativa do valor”.

Zopolato disse que a aquisição da ambulância é reflexo do trabalho que a prefeitura tem feito para sanar as dívidas. “As dívidas ainda não estão totalmente sanadas, mas deve-se pouco e estamos dentro do que é aceitável. Agora estamos começando a colher os frutos disso”.

De acordo com o secretário municipal de saúde, Laércio Garcia, atualmente a secretaria conta com cerca de 80 veículos que transportam por dia em média 150 pacientes para cidades como Jaú, Barretos, Marília e até São Paulo. “Esse novo veículo chegou em boa hora para a saúde de Tupã. Assim que for documentada, processo que leva pelo menos um dia, estará disponível para uso dos pacientes”, disse o secretário.

O prefeito Ricardo Raymundo afirmou que a meta agora é conseguir para Tupã um veículo adaptado com U.T.I. “Vamos trabalhar para dar cada vez mais condições de transporte dignas para os pacientes. A saúde sem dúvida é o maior bem que o ser humano possui e por isso queremos investir cada vez mais nesta área.

O vice-prefeito Caio Aoqui parabenizou o secretário Laércio pelo trabalho que tem sido feito na Secretaria Municipal de Saúde. “Parabéns ao secretário tem feito uma excelente gestão na saúde do município e também ao prefeito Ricardo por sua visão empreendedora. Isso tem nos dado condições de adquirir equipamentos novos e melhorar as condições de trabalho dos motoristas e do transporte dos pacientes”, finalizou.